23.10.17

Novo Observatório Aula Virtual e Democracia: "Para uma abordagem CTS (ciência, tecnologia, sociedade) que integre desenvolvimento social & tecnologia no ensino, pesquisa, extensão-inovação na UnB"

"Para uma abordagem CTS (ciência, tecnologia, sociedade) que integre desenvolvimento social & tecnologia no ensino, pesquisa, extensão-inovação na UnB"

ter. dia 24.10.17

14-16h

Mesa-redonda com lançamento de livro

"Para uma abordagem CTS (ciência, tecnologia, sociedade) que integre desenvolvimento social & tecnologia no ensino, pesquisa, extensão-inovação na UnB"

Participantes:

Profa. Dra. Maria Emilia M. T. Walter – Decana de Pesquisa e Inovação da UnB
Profa. Liza Andrade - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Prof. Dr. André Drummond - Departamento de Ciência da Computação - Instituto de Ciências Exatas/ UnB
Profa.Dr Raquel Moraes - Área de Educação e Tecnologia da Faculdade de Educação.

Prof. Dr. Ricardo T. Neder – Coordenador do Núcleo Política científica, Tecnológica & Sociedade (Altos Estudos CEAM) e da Incubadora de Cooperativas Populares ITCP UnB.

RESENHA DO LIVRO

“O livro que vocês têm em mãos é oportuno, corajoso e proveitoso. É oportuno, porque se refere ao duro em bate em curso no Brasil sobre a política cognitiva (que engloba a de Educação e a de Ciência, Tecnologia e Inovação) que atinge as instituições de ensino e pesquisa públicas. É corajoso, porque diz coisas que nenhum dos combatentes quer ouvir. E é proveitoso, porque pode fortalecer os argumentos de uma terceira posição ainda pouco presente no debate que, censurando os atuais dirigentes políticos que representam o interesse da classe proprietária, e compreendendo os reclamos da comunidade de pesquisa (e resignadamente endossando-os), há tempo clama por uma autocrítica. (Renato Dagnino (Prof. Titular de Política Científica e Tecnológica, Departamento de Política Científica e Tecnológica – Instituto de Geociências – Universidade de Campinas)


Quais os rumos da universidade diante da política científica e tecnológica na conjuntura de transição da democracia para um regime de exceção midiático-judicial- parlamentar? Para apresentar um panorama das tendências regressivas contra as quais lutam os movimentos docentes e estudantis na universidade, as abordagens discutidas neste livro colocam juntas a filosofia pedagógica freiriana, associada com a abordagem da pedagogia histórico-crítica (PHC), articuladas, por sua vez, com duas correntes que lidam com as novas ciências e as tendências de mudanças tecnológicas: os Estudos Sociais da Ciência & Tecnologia em linha de aproximação com a Educação CTS (Ciência, Tecnologia, Sociedade) hispanoamericana.

O ponto central deste livro é problematizar as chamadas “novas ciências” (microeletrônica, automação industrial, tecnologias de informação e comunicação, computação, cibernética, ciências dos materiais, genética, biologia evolutiva; neurociências, engenharia genética, análise de sistemas). Por que nosso/as colegas das Ciências Sociais e as Humanidades não tem recorrido (mais amplamente) aos Estudos e a educação de ciências CTS para criar as pontes da formação científica dos Tecnológos e Engenheiros na universidade?

Entretanto, este diálogo encontra-se em marcha discreta e subliminarmente na universidade brasileira: os Estudos e a Educação científica CTS tem sido um dos segmentos que mais cresce no campo dos estudos da complexidade próprio do estudo das correlações entre Ceincia, Tecnologia, Sociedade e a universidade: dezenas de programas surgiram nos ultimos 15 anos (programas como Tecnologia e Sociedade Univ. Tecnológica Fed. Parana) Ciência, Inovação e Tecnologia para Amazônia/ UFAC; Ciência, Tecnologia e Sociedade/UFSCAR; Desenvolvimento Humano e Tecnologias/Unesp/Rio Claro; Desenvolvimento, Tecnologias E Sociedade/ UNIFEI; Difusão Conhecimento/IFBA (consórcio); Divulgação Científica e Cultural/ Unicamp; Estudos Interdisciplinares sobre a Universidade/ UFBA; Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação/ UCB; História da Ciência/ PUC/SP; História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia/ UFRJ; Inovação Tecnológica/ UFTM; Política Científica e Tecnológica/UNICAMP; Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis/ UNILAB; Tecnologias de Processos Sustentáveis/ IFG; Tecnologia e Gestão da Inovação/ UNICHAPECÓ; Tecnologia, Ambiente e Sociedade/ UFVJM; Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável/ UFSJ; Ciência e Tecnologia Ambiental/ UFGD; Ciência Tecnologia e Inovação em Agropecuária/ UFRRJ; Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação/ UFPR; Ciências Aplicadas a Saúde/ UFG; Ciências e Saúde/ FUFPI; Ciências e Tecnologias em Saúde/ UNB; Processos Tecnológicos e Ambientais/ UNISO. (Levantamento dos proponentes nos registros da Plataforma Sucupira – Capes, até 2015)
--